Pesquisadores

Atenção, abrir em uma nova janela. PDFImprimirE-mail

Última atualização (Sáb, 09 de Novembro de 2013 07:12) Escrito por Administrator Ter, 22 de Outubro de 2013 11:53

Ana Lúcia de Castro

Graduada em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1990), mestre em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994) e doutora em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (2001). Atualmente é professora do Departamento de Antropologia e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia Urbana, atuando principalmente nos seguintes temas: corpo e sociedade, processos de subjetivação, consumo, identidades, mídia. Publicou, dentre outros, Culto ao corpo e sociedade:mídia, estilos de vida e cultura de consumo, em co-edição AnnaBlume e FAPESP e organizou a coletânea Cultura contemporânea, identidades e sociabilidades: olhares sobre corpo, mídia e novas tecnologias, pela Ed. UNESP, selo cultura acadêmica. Lattes

André Luiz da Silva

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1996), mestrado em Ciências da Religião (2003) e doutorado em Ciências Sociais (2011) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. É docente efetivo de sociologia, pesquisador do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas de Práxis Contemporâneas e docente do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Humano: Formação, Políticas e Práticas Sociais da Universidade de Taubaté. É pesquisador colaborador do Grupo de Estudos de Práticas Culturais Contemporâneas da PUC-SP. Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia Urbana, e na área de Sociologia da Cultura. Pesquisa os seguintes temas: conflito simbólico, religiosidade, identidade, diversidade cultural, cultura popular, mediação cultural e políticas culturais . Lattes

Bernardo Carlos Spaulonci Chiachia Matos de Oliveira

Doutorando em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.
Mestre em Administração (2012) pela Universidade Estadual de Londrina PPGA - UEL (Bolsista Capes) - Linha de pesquisa Gestão e Política Socioambiental. Graduado em Administração pela Universidade Estadual de Londrina (2007).

Áreas de interesse: consumo, sustentabilidade , comportamento e práticas de consumo.

Atualmente, pesquisando a formação da "nova" classe média. Lattes

BIANCA Schwartz CALHEIROS

Sou formada em relacoes internacionais e em hotelaria, sempre atuei na area de gastronomia. Fiz minha especialização na Espanha em direção de cozinha. (universidade de Girona) . Minhas experiências na area de alimentação sempre envolveram projetos de sustentabilidade e de " pensar o alimento" como instrumento de transformação da sociedade e dos seres humanos. Certamente sou a menos graduada da turma. Pois, depois de muito tempo atuando na area e tendo 10 anos de atuação como professora dos cursos superiores de gastronomia, senti necessidade de reinvestir nos meus estudos e me dedicar a vida acadêmica e de pesquisa. No ultimo ano andei fazendo alguns estudos que envolviam a perspectiva da atuação da gastronomia mais no âmbito individual, voltado para a psicologia ( o fiz na USP). Mas meus estudos tomaram forma mais ampla e multidisciplinar. Por isso procurei o grupo. Lattes

Clara Freire Filgueiras Faro

Graduação em Administração pela Universidade de São Paulo (2006), Especialização em Comunicação pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (2009) e Mestranda em Ciências Sociais na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Área de estudo: gosto e consumo da "nova" classe média. Lattes

Daniel Rodrigues Aurélio

Mestrando em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), graduado em Sociologia e Política pela Fundação Escola de Sociologia e Politica de São Paulo (FESPSP, 2005) e especialista em Globalização e Cultura (2007) e Sociopsicologia (2011) pela Escola Pós-Graduada de Ciências Sociais da FESPSP. É pesquisador do Grupo de Estudos de Práticas Culturais Contemporâneas - GEPRACC/ PUCSP e editor das revistas Ciências Sociais (Editora Alto Astral), Conhecimento Prático Filosofia (Escala Educacional), Guias da Psicanálise e Guias de Filosofia (Escala) - também foi editor da revista Sociologia Ciência & Vida (Escala). É autor, entre outros, do livro Transgressão e adaptação - discurso de cidadania e literatura infantojuvenil na Abertura Política (Editora CBJE, no prelo). Tem experiência na área de Sociologia da Cultura e Teoria Sociológica. Trabalha com os seguintes temas: Sociologia da Leitura, Mercado Editorial e História da Sociologia. Dedica-se também aos estudos de sociologia e história dos esportes olímpicos. Lattes

Edson Silva de Farias

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

Pesquisador do CNPq. Graduado em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense (1989) e mestre em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (1995), com doutorado em Ciências Sociais pela mesma instituição (2001), atualmente é professor adjunto do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade de Brasília. Exerce ainda a função de professor associado do Mestrado em Memória: Sociedade e Linguagem da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Teoria Sociológica e Sociologia da Cultura, voltado-se pincipalmente para os seguintes temas: teoria sociológica contemporânea e sociologia brasileira, cultura popular, memória, economia simbólica e consumo cultural. Autor do livro Ócio e Negócio: festas populares e entretenimento-turismo no Brasil. Curitiba: Appris, 2011. E também de O Desfile e a Cidade: o carnaval-espetáculo carioca. RJ: E-Papers, 2006. Lidera o Grupo de Pesquisa em Cultura, Memória e Desenvolvimento (CMD) e, também, integra o Laboratório de Pesquisa Social em Trabalho, Afeto e Cultura (TAC/SOL/UnB). Neste último, desenvolve o Programa de Pesquisa Economia Simbólica da Afetividade. Coordena o projeto integrado Metrópoles: "estratégias" e "táticas" dos usos do contexto urbano no Distrito Federal. Coordena, ainda, o projeto o projeto "Agendas de Cultura e Desenvolvimento: figuração da regulação estatal das diferenças sócio-simbólicas". Bolsista de Pós-doutoramento Colégio de México-CAPES. Lattes.

Edson Alencar Silva

Graduado em Sociologia e Política pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo, FESPSP, (2006) e mestre em Ciências Sociais pela Universidade Católica de São Paulo, PUC-SP, (2012). Atualmente é professor em instituições públicas e privadas em ensino médio e superior. Tem experiência na área de Sociologia da Cultura e Sociologia e Antropologia da Religião, pesquisa atualmente a produção fonográfica de grupos evangélicos no Brasil. Lattes.

Expedito Leandro Silva

Possui doutorado em Ciências Sociais/Antropologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2009), mestrado em Comunicação e Mercado pela Faculdade Cásper Líbero (2000) e graduação em Estudos Sociais com Habilitação em História pela Universidade Guarulhos (1992). Graduação em Ciências Sociais(2012) Universidade Metropolitana de Santos. Atualmente é professor da Universidade de Santo Amaro. Tem experiência na área de Teoria da Comunicação, Sociologia, Antropologia e Cultura Brasileira, atuando principalmente nos seguintes temas: cultura de massa, Cultura Popular, história local e Oral, música popular, mercado cultural e musical. Integra o

Grupo de Estudos e Pesquisa das Práticas Culturais Contemporâneas PUC-SP e Grupo de Pesquisa em Comunicação: Comunicação, Mídia e Sociedade UNISA-SP. Publicação: Forró no Asfalto: mercado e identidade sociocultural. SP: Annablume/FAPESP; Formação de uma Metrópole-Guarulhos, SP. CDDH, Cancioneiros urbanos: Língua, identidades e culturas no Brasil contemporâneo (org). Curitiba. Apris, 2012

Lattes.

Jorge Leite Júnior

Professor Adjunto do Departamento de Sociologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Possui doutorado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2008), mestrado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2003) e graduação em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2000). Tem experiência na área de Sociologia e Antropologia, atuando principalmente nos seguintes temas: sociologia urbana, sexualidade, gênero, comunicação e arte. Lattes.
Outros links:
http://www.comciencia.br/comciencia/handler.php?section=8&edicao=29&id=340
http://www.scielo.br/pdf/ref/v20n2/v20n2a16.pdf
http://revistainvisivel.com/wp-content/uploads/2011/09/Jorge-Leite-Jr.pdf
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-83332009000200011&
script=sci_arttext http://www.scielo.br/pdf/cpa/n38/n38a04.pdf

José Paulo Florenzano

Formado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994), possui mestrado (1997) e doutorado (2003) em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, da PUC-SP, e pós-doutorado pelo Programa de Pós-Graduação do Departamento de Antropologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (2012). Atualmente é professor da PUC-SP, membro do conselho consultivo do Centro de Referência do Futebol Brasileiro, do Museu do Futebol.

Autor dos livros: “A rebeldia no futebol brasileiro”, Musa Editora (1998) e “A Democracia Corinthiana”, Educ/Fapesp (2009).

Áreas de atuação: Antropologia Urbana, Sociologia do Esporte e História Política do Futebol. Lattes.

Karen Grujicic Marcelja

Jornalista, mestre em Gerontologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2012) – bolsista Capes. Especialista em Jornalismo Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2007). Possui graduação em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (2000). Tem experiência na área de Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: gênero, imprensa feminina; mídia; envelhescência; juventude; consumo; geração, comunicação.

Atualmente, pesquisa o universo “plus size” na imprensa feminina brasileira. Lattes.

Lucília da Silva Matos

Possui graduação em Educação Física pela Universidade do Estado do Pará (1991); Especialização em Educação e Problemas Regionais pela Universidade Federal do Pará (1991); Mestrado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Pará (2001) e Doutorado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2010). Atuou como professora da Universidade do Estado do Pará e da Secretaria de Estado de Educação do Pará (1993-2011). A partir de fevereiro de 2011 iniciou sua carreira docente na Universidade Federal do Pará no Instituto de Educação Faculdade de Educação Física. É pesquisadora colaboradora do Grupo de Estudos de Práticas Culturais Contemporâneas da PUC-SP e do Grupo de Estudos e Pesquisa em Cultura do Corpo, Educação, Arte e Lazer da UFPA/FEF. Tem experiência como consultora em Políticas Públicas de Esporte e lazer. Atua na área da Antropologia e Educação Física

principalmente a partir dos seguintes temas: Educação Lúdica, Cultura do Corpo, Políticas Públicas em Esporte e Lazer, Estudos e Pesquisa em Lazer e Cultura popular. Lattes.

Marco Antônio de Almeida

Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP), possuindo título de mestre em Sociologia pela mesma instituição. Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), na área de Cultura e Política. Atualmente, é professor-doutor da Universidade de São Paulo, no curso de Ciências da Informação e Documentação da FFCLRP-USP. Também é professor e orientador no programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da ECA-USP. É Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2, e foi coordenador do GT "Mediação, Circulação e Apropriação da Informação" do ENANCIB (2011-2012). Pesquisa e trabalha principalmente nas seguintes áreas: políticas culturais e da informação; mediação e ação cultural; sociologia da cultura, sociabilidade e novas tecnologias; teoria social da comunicação e da informação. Lattes.

Grupo de pesquisa PRACTIC.
Outros links:
http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/problemata/article/view/14957
http://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/12972/8746
http://www.scielo.br/pdf/pci/v14nspe/a13v14nspe.pdf
http://seer.ufrgs.br/EmQuestao/article/view/18852/12492
http://www.revistas.usp.br/incid/article/view/42341/46012

Maria Celeste Mira

Possui graduação em Direito pela Universidade de São Paulo (1977), graduação (1983) e mestrado (1990) em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (1997) e estágio pós-doutoral na École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris (2002). Atualmente é professora assistente doutora do Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais da PUC/SP . Tem experiência nas áreas de Antropologia Urbana e Sociologia da Cultura. Publicou os livros Circo eletrônico: Silvio Santos e o SBT. São Paulo: Loyola/ Olho D´Água, 1995 e O leitor e a banca de revistas: a segmentação da cultura no século XX. São Paulo: Olho D´Água, 2001, além de artigos em periódicos científicos da área. Trabalha principalmente com os seguintes temas: cultura popular, cultura brasileira, políticas culturais, indústria cultural, consumo, entretenimento e práticas corporais. Lattes.

Outros Links:

Sociabilidade juvenil e práticas culturais tradicionais na cidade de São Paulo.

O masculino e o feminino nas narrativas da cultura de massas ou o deslocamento do olhar.

Miqueli Michetti

Cursou bacharelado e licenciatura em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista (FCLAr/UNESP), mestrado em Sociologia pela mesma universidade e doutorado em Sociologia pelo Programa de Pós-graduação em Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH/UNICAMP), com estágio de doutorado junto à École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris (EHESS). Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia da Cultura, atuando principalmente nos seguintes temas: mundialização-globalização, sociologia da moda, Brasil e "brasilidades", diversidade cultural e mercados de bens simbólicos. Atualmente, é pesquisadora e professora de sociologia da Fundação Getúlio Vargas (EAESP/FGV). Lattes.

Outros Links:
http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000847636
http://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/643/pdf_49
http://www.apebfr.org/passagesdeparis/editione2010/articles/Miqueli%20MICHETTI.pdf
http://www.ifch.unicamp.br/proa/pdfs/Miqueli%20Michetti%20-%2009.pdf
http://www.seer.ufal.br/index.php/latitude/article/view/877

Vera Lúcia Cardim de Cerqueira

Graduada em Sociologia pela Fundação Escola de Sociologia e Política - FESPSP (1987), especialista em Museologia pelo Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo – MAE/USP (2004), mestre em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUCSP (2010) e doutoranda em Antropologia pela mesma instituição. Pesquisadora do Grupo de Estudos de Práticas Culturais Contemporâneas – GEPRACC/PUCSP. Socióloga da Prefeitura da Cidade de São Paulo desde 1990, na Secretaria Municipal de Cultura foi responsável pelo Acervo Histórico da Discoteca Oneyda Alvarenga no Centro Cultural São Paulo, onde coordenou a edição do DVD-rom Missão de Pesquisas Folclóricas – Cadernetas de Campo e atualmente responde pelo Pavilhão das Culturas Brasileiras do Departamento do Patrimônio Histórico. Trabalha e pesquisa nas seguintes áreas: políticas culturais, gestão museológica, ação cultural, mediação, preservação, patrimônio, cultura popular. Lattes.